Entrevista com Ricardo Lamas, CEO do Super Cérebro

Ricardo dá dicas a novos empreendedores, revela os benefícios do método no ambiente corporativo e projeta suas metas para 2021

Antes do Super Cérebro se destacar como uma das redes de franquias que mais cresce no país, Ricardo Lamas conciliava o trabalho em uma multinacional com as aulas de matemática e física que lecionava como voluntário em cursinhos pré-vestibulares. Apaixonado pela arte de ensinar, em 2005 criou o Centro Educacional Top Gun, onde desenvolveu, testou e aprimorou o método que, devido aos bons resultados alcançados, originou o sistema de franquias Super Cérebro

Há mais de dez anos no mercado e atendendo todas as faixas etárias e perfis, Ricardo conta nesta entrevista os diversos benefícios do seu método, a performance do Super Cérebro em 2020 e as metas para o ano seguinte.

1. Qual era o seu principal objetivo ao idealizar o Super Cérebro? De que modo isso vai de encontro com a sua paixão por lecionar?

Idealizei o Super Cérebro porque percebia as dificuldades que meus alunos, e até mesmo os professores, sentiam com cálculos e matemática. Além disso, como eu vim do mundo corporativo, via que a escola não preparava os alunos para desenvolver as habilidades socioemocionais, ou as chamadas soft skills. Então eu comecei a estudar, pesquisar e buscar ferramentas que pudessem auxiliar meus alunos. Na busca pelo desenvolvimento socioemocional, participei de uma mentoria em Harvard com Howard Gardner, criador da Teoria das Inteligências Múltiplas. Depois, fui até o Japão para descobrir a melhor forma de implantar o Soroban, ábaco japonês, na escola. Foi unindo estas duas experiências que surgiu o Super Cérebro. Para mim, a educação está baseada no aprimoramento e desenvolvimento do ser humano. Desenvolver todo esse potencial é o que mais me encanta no trabalho com educação.

2. Com um mercado de trabalho cada dia mais exigente, como o Super Cérebro pode auxiliar no ambiente corporativo?

A exigência se refere muito às competências dos profissionais. Nunca se exigiu tanto que eles tenham criatividade, agilidade, foco, raciocínio lógico e boa memória. No nosso treinamento para as empresas, disponibilizamos 13 módulos que buscam estimular todas essas competências nas equipes. Tratamos de questões como inteligência emocional, respeito ao diferente, adaptabilidade e flexibilidade, além de pensamento estratégico na solução de problemas. Lembrando também que tudo é pensado para se adaptar ao perfil de cada empresa, de modo que os módulos podem ser oferecidos de forma unificada ou independente.

3. 2020 foi um ano difícil para diversos setores, inclusive a educação. Como vê a atuação do Super Cérebro em meio a isso? 

Apesar da crise econômica e de todas as dificuldades causadas pela pandemia durante o ano, nós nos mantivemos atuantes e em crescimento. Muitos franqueados continuaram se juntando ao nosso time, com o objetivo de transformar a educação do país, em um período de muitas mudanças e adaptações. Também ampliamos nosso portfólio de produtos e serviços durante este ano, com o lançamento dos materiais Socioemocional e de Funções Executivas para a grade curricular de escolas particulares, além da capacitação Super Cérebro Empresas, para instituições de todos os portes. Meu objetivo como CEO é continuar trazendo inovação para nossos franqueados e nosso público.

4. Quais são as expectativas e metas para 2021?

Estamos comprometidos a continuar fazendo do Super Cérebro uma rede de franquia referência no país, não apenas pelo crescimento mas principalmente pelo relacionamento com a rede e pela possibilidade de ganhos oferecida aos franqueados. Tivemos excelentes resultados nos anos anteriores e continuamos em franca expansão, mesmo durante o período de recessão de 2020. Vamos encerrar o ano nos aproximando de 150 unidades. Nossa expectativa para o próximo ano é a melhor possível: a meta é terminar o ano de 2021 com 250 unidades franqueadas para levar o desenvolvimento cognitivo e socioemocional para o maior número de alunos, e continuar fazendo do Super Cérebro a franquia de educação que mais cresce em todo o país.

5. O Super Cérebro conta com um histórico de sucesso entre os principais grupos de educação do país. Com essa experiência, qual dica daria para quem quer empreender? 

O nosso sistema de franquias é uma excelente oportunidade para quem quer empreender com baixo investimento. Oferecemos um modelo rentável, flexível e de fácil operação. Mas, de uma maneira geral, minha dica para quem quer empreender é a de trabalhar como que gosta e de se dedicar verdadeiramente ao negócio. O entusiasmo e a paixão pelo trabalho fazem toda a diferença. Na área de educação nós podemos ver isso claramente, na atenção e no afeto que um professor dedica ao seu aluno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s